PORTAL BANDA KU - BRASIL E AMÉRICA DO SUL

Google
 
Onde você encontra a orientação técnica que procura



A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W Y Z


(c) 2003-2009 G. Paiva Ass. e Cons. Ltda
Edição e Manutenção: Geraldo Paiva
Última atualização: 03.10.2009

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W Y Z

GLOSSÁRIO - LETRA S

S/N

Signal to Noise Ratio, relação Sinal/Ruído. Veja S/R.

S/R

Relação sinal/ruído, expressa em dB, da potência do sinal e da potência do ruído, numa especificada largura de banda.

SCPC

Sistema de transmissão via satélite que emprega uma portadora separada para cada canal, como oposto a FDM (frequency division multiplexing) que combina muitos canais numa mesma portadora.

SDTV

Abreviatura de ou acrônimo para Standard Definition TeleVision, formato de TV digital que tem a habilidade de transmitir de 2 a 8 programas de qualidade padrão, equivalente ao NTSC, ao invés de programas de TV de alta definição, usando o mesmo canal. O sistema SDTV também incorpora som estéreo e mais uma vasta faixa de serviços. A imagem é exibida sem ruído, fantasmas ou interfência e tem melhor qualidade que o convencional sistema analógico.

SECAM

Abreviatura de ou acrônimo para SEquenciale Coleur A Memoire, que identifica o formato padrão de televisão a cores desenvolvido na França, utilizado na França e em outros países que o adotaram, como Rússia, exemplificando.

SKEW

Termo que é utilizado para descrever o ajuste necessário para obter a sintonia fina no detetor de polaridade do alimentador, quando varrendo frequências de um mesmo ou diferentes satélites.

STB

Acrônimo para Set-top Box.

SET-TOP BOX

Também Set-top converter box, uma caixa, um aparelho que acompanha o aparelho de TV do telespectador, com a finalidade de receber sinais digitais e enviá-los ao aparelho de televisão. Para a TV analógica, o sinal será primeiramente convertido, com abaixamento de frequência. Para a TV digital, o sinal será transferido diretamente para o aparelho de TV digital.